De mudança para os EUA, colunista da Veja acredita que terá perspectiva nova sobre o Brasil

Rodrigo Constantino
Rodrigo Constantino

 

Colunista da Veja desde 2013, o economista Rodrigo Constantino (Foto: Reprodução/Revista Veja) vai deixar o Brasil. O profissional está de mudança para a Florida, nos Estados Unidos, onde deve acompanhar sua mulher, que viaja para estudar no país. Ao falar sobre o assunto em sua coluna na Veja.com, ele explicou que segue escrevendo para o veículo e que esta pode ser, inclusive, uma oportunidade de ter perspectiva nova sobre o Brasil.

Constantino abre sua coluna ao falar sobre as diferenças entre esquerda e direita. “Eu digo: é que os liberais e conservadores da direita costumam viver de acordo com o que pregam, enquanto a esquerda adota a hipocrisia como estilo de vida”. É neste ritmo que ele explica que é defensor dos Estados Unidos, já que se trata de uma nação “que merece todos os créditos por ter sido a grande responsável por preservar boa dose de liberdade individual no mundo, ser o farol dos ideais iluministas e um ícone do capitalismo meritocrático”.

O colunista compara o Brasil com os EUA e diz que aqui a população se esqueceu dos direitos básicos como desfrutar de segurança. Após a explicação, ele ressalta que os liberais e conservadores, como ele, age de acordo com o que prega e que, assim, ele planeja a mudança. “vou passar uma longa temporada longe do Brasil, pois minha mulher resolveu estudar fora e vou acompanhá-la. Não escolhemos Cuba, com aquela “educação” fantástica. Tampouco optamos por Caracas, onde a “justiça social” substituiu a ganância do capital (…) Nós vamos é para a Flórida mesmo, como tantos brasileiros decentes têm feito, cansados desse clima de subversão de valores em nossa sociedade, de doze anos ininterruptos de incompetência e roubalheira escancaradas sob a conivência de boa parte da população”.

Segundo o colunista, ele segue com a mesma linha editorial já abordada ao longo de seu trabalho na Imprensa e garante que vai voltar. “Precisaremos aprofundar reformas liberais, fortalecer instituições republicanas, impedir as constantes tentativas dessa gente de censurar a Imprensa, solapar nossa democracia, asfixiar nossas liberdades. Continuarei sendo um soldado desta causa, longe fisicamente, mas sempre aqui em pensamento. E se tudo der certo, estarei de volta, com mais experiência na bagagem, para ver uma oposição mais organizada e corajosa colocar os petistas no olho da rua em 2018”, finalizou.

Fonte: Comunique-se

Leia a Íntegra do Artigo de Rodrigo Constantino:

Direita Miami: rumo aos Estados Unidos por longa temporada

 

 


 

This entry was posted in Notícias and tagged , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.